24/11/2021 às 17h06min - Atualizada em 25/11/2021 às 00h00min

Número de adultos com diabetes pode chegar a 643 milhões em 2030

Atenção básica de saúde é alternativa para prevenção de fatores de risco e identificação e monitoramento da doença

SALA DA NOTÍCIA Redação

Dados da décima edição do Atlas do Diabetes, divulgado pela Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), mostram que 537 milhões de pessoas entre 20 e 79 anos de idade têm diabetes no mundo - alta de 16% em dois anos. Os especialistas da federação projetam que o número de adultos com a doença pode alcançar a marca de 643 milhões em 2030 e 784 milhões em 2045.

A atenção básica de saúde é fundamental para prevenção de fatores de risco que levam à diabetes, como: sedentarismo, obesidade e hábitos alimentares não saudáveis. Além disso, a prevenção primária é fundamental para identificação, monitoramento, tratamento de indivíduos com alto risco e predisposição para diabetes e a identificação de casos não diagnosticados. Por exemplo, durante a pandemia, municípios que utilizaram a atenção básica de saúde como estratégia, tiveram um menor número de infectados e mortos, devido ao monitoramento e rastreamento dos casos e de pacientes com outras doenças.

Uma alternativa para o mercado corporativo colaborar no combate do diabetes é a adoção de aplicativos que geram diagnósticos assertivos de prevenção de doenças e acompanhamento da saúde dos colaboradores. Esse é o caso da Medipreço, startup parceira no cuidado à saúde e bem-estar, que por meio de uma plataforma de gestão de saúde continuada, permite que funcionários das empresas parceiras comprem medicamentos e produtos de saúde com descontos em relação ao varejo tradicional e, em contrapartida, usa a análise de dados para oferecer estratégias inteligentes e trazer diagnósticos assertivos de prevenção de doenças dentro das companhias. 

"As doenças crônicas, como a diabetes, não põem em risco a vida da pessoa em curto prazo, então não são emergenciais. No entanto, se não forem diagnosticadas e tratadas adequadamente, podem gerar problemas mais sérios no futuro. Os dados disponibilizados no app podem apontar tendências e oferecer uma visão holística anonimizada do perfil epidemiológico dos usuários. Ao possibilitar o acesso a tratamentos e recomendações online, é possível manter os colaboradores saudáveis e em nível de atenção primária, evitando complicações médicas”, explica Alexandre Máximo, CEO da Medipreço.


Sobre a Medipreço
A Medipreço tem o propósito de criar um mundo onde a saúde seja acessível para todos e em qualquer lugar. O benefício corporativo, disponibilizado via aplicativo, oferece aos colaboradores das empresas parceiras acesso a medicamentos e produtos de saúde com os menores preços praticados no mercado, com facilidades no método de pagamento e delivery dos pedidos. Além disso, apresenta aos gestores de RH e de Saúde das empresas parceiras uma plataforma analítica com informações anonimizadas sobre a saúde de sua população, garantindo assim a possibilidade de prognósticos, oportunidades de ações preventivas e acompanhamento de grupos crônicos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

46.0%
26.2%
17.5%
9.5%
0.8%