21/01/2022 às 11h21min - Atualizada em 22/01/2022 às 00h00min

AgileProcess lista 4 dicas para empresas se prevenirem e não descumprirem as medidas da LGPD em 202

Fábio Mostafe, especialista em Segurança da Informação, mostra como evitar as multas que podem chegar a R$50 milhões

SALA DA NOTÍCIA Raquel Rodrigues
Pixabay

Mesmo após a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrar em vigor em agosto de 2021, muitas organizações ainda estão engatinhando no que tange à Gestão de Segurança da Informação e os processos de implementação de medidas de segurança ainda são um desafio para as organizações.

As empresas que não estiverem em conformidade podem ser multadas em até R$ 50 milhões, além do risco de eliminação, bloqueio e suspensão das atividades de coleta das informações. Por isso, Fábio Mostafe, especialista em Segurança da Informação da AgileProcess, empresa de tecnologia inteligente para otimização logística, selecionou 4 dicas para você se prevenir com a LGPD

 
  1. Crie políticas internas de Violação de Dados Pessoais, de privacidade e Programas de Conscientização

São elas que definem os procedimentos a serem adotados pelas empresas para a avaliação de incidentes envolvendo dados pessoais. E também são elas que darão um norte de como os colaboradores devem agir. Além disso, é importante deixar claro (no site e na intranet) quais são as diretrizes que a empresa utiliza para o tratamento de dados pessoais e criar campanhas de conscientização também para que funcionários e prestadores compreendam o que é a LGPD e quais as consequências que ela pode trazer. 

De acordo com uma pesquisa da RD Station, 93% das quase mil empresas que participaram do estudo dizem conhecer ou pelo menos já ter ouvido falar da LGPD, mas apenas 15% se mostram prontas ou na reta final de preparação, mesmo a lei já prevendo sanções.

Vale lembrar que se você contrata uma empresa prestadora de serviços, que está em desacordo com a LGPD e ocorre um vazamento de dados por meio dessa empresa, você também será penalizado.

  1. Invista na maturidade da segurança cibernética

Com a crescente onda global de invasões a sistemas, pedidos de resgate e vazamento de dados pessoais e sensíveis, as empresas devem acelerar a implantação do Sistema de Governança em Privacidade e, para isto, é necessário investimento em monitoramento, detecção e respostas à ameaças, criação de um Comitê de Segurança Cibernética, Plano de Respostas a Incidentes, Plano de Continuidade dos Negócios e Seguro Cibernético, explica o especialista.

É bastante difundido na comunidade também que invasores podem operar por meses ou até mesmo anos sem nunca serem descobertos e por isso todos estes pontos são essenciais.

  1. Evite os erros comuns

Exfiltração de informações sensíveis, extorsão e sequestro de dados, danos à imagem e paralisação dos negócios podem trazer prejuízos imensuráveis, o que tem levado as empresas a criarem ou revisarem seus planos de continuidade de negócios e política de gerenciamento de risco. 

Alguns dos erros mais comuns são deixar dados expostos, como por exemplo tirando do sistema e deixando anotado em um papel, implementação de códigos errados, demora para atualização de sistemas, falta de testes em backups e defesa contra vírus de resgate.

  1. Soluções de segurança de desempenho para aplicações 5G
 

Com a chegada da tecnologia 5G, teremos um aumento expressivo no uso de IoT (internet das coisas), AI (inteligência artificial) e outros aplicativos que requerem edge computing (computação de borda) para processamento em tempo real e segurança de dados. 

O trabalho remoto, a telemedicina e outros serviços digitais, também influenciados pela pandemia, impulsionaram a adoção de computação em nuvem e fomentaram as mudanças de segurança das tradicionais estruturas on premises (ambiente local) para modelos de segurança modernos, como o zero-trust (confiança zero).

Por isso, Mostafe também recomenda investimento nessas soluções e em aplicações, segurança e conteúdo de edge (borda) e em infraestrutura multi-cloud e híbrida.

 

SOBRE A AGILEPROCESS
Criada em 2014, a AgileProcess é uma empresa de tecnologia inteligente para otimização logística, com destaque no modo de simplificar os processos logísticos do país. Suas soluções trazem visibilidade, controle e automação para as operações de transporte em tempo real, além de ajudar na redução de custos das marcas. Desde 2020, a empresa faz parte do time da Intelipost, e contabiliza mais de 9 milhões de entregas para 150 mil rotas, por meio de 13,5 mil veículos em todo o Brasil.

 

NR7 | Full Cycle Agency

[email protected]

Camila Callegarette

Raquel Rodrigues

 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »