24/02/2022 às 14h47min - Atualizada em 24/02/2022 às 17h00min

Jovens Gênios no Guia de Recursos Educacionais Digitais da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

EdTech oferecerá gamificação, aprendizado adaptativo e suporte aos professores da rede estadual de São Paulo e poderá atender mais de 3 milhões de alunos.

SALA DA NOTÍCIA Ricardo Berlitz
www.jovensgenios.com
Divulgação
EdTech oferecerá gamificação, aprendizado adaptativo e suporte aos professores da rede estadual dentro da Plataforma de Aprendizagem Adaptativa, podendo atender mais de 3 milhões de alunos das escolas públicas.


A Edtech Jovens Gênios foi selecionada para integrar o Guia de Recursos Educacionais Digitais do Estado de São Paulo, sendo a mais bem avaliada das 34 ferramentas selecionadas no programa coordenado pelo Centro de Mídia da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP). Por meio da Plataforma de Aprendizagem Adaptativa, a Jovens Gênios poderá atender milhares de alunos das escolas estaduais públicas paulistas e oferecerá recursos de gamificação e aprendizado adaptativo, além de dar suporte aos professores, coordenadores e diretores das escolas.


A proposta da Seduc-SP é potencializar e apoiar as atividades de docentes, estudantes e gestores para fins pedagógicos e/ou administrativos por meio de um catálogo digital composto por conteúdos, ferramentas e plataformas, que poderão ser adquiridos diretamente pelas escolas ou, de forma centralizada, pela própria SEDUC-SP. O Guia também disponibilizará ao seu público as especificações e informações técnicas e pedagógicas da tecnologia avaliada.


Selecionada entre as 34 iniciativas digitais que apresentaram propostas para o Guia de Recursos Educacionais Digitais da Seduc-SP, a Jovens Gênios conta com o desenvolvimento de uma plataforma educacional baseada em evidências, com conteúdo para uma aprendizagem divertida e personalizada. Criada em 2018, a EdTech já implementou recursos e soluções digitais para o setor privado, como Fundação Bradesco e Rede Saber, e para redes públicas de ensino, entre as quais dos municípios de São José dos Campos (SP), Mesquita (RJ) e Rio de Janeiro (RJ).


"Um dos aspectos mais interessantes da proposta do Guia é oferecer recursos e soluções que poderão resgatar a defasagem de aprendizagem dos alunos, muitos deles prejudicados em virtude do que aconteceu em 2020 e 2021. Entendemos que podemos auxiliar os professores, os diretores e os coordenadores com a aplicação da aprendizagem adaptativa, e definir juntos com eles as escolhas pertinentes da nossa plataforma, conforme suas dores, suas necessidades", explica Bernard Caffé, professor, idealizador e atual CEO da Jovens Gênios.


De acordo com a Secretária Executiva da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), Renilda Peres, o Guia é um grande avanço no uso de tecnologias no estado de São Paulo e pode ser acessado não apenas por escolas da rede pública estadual, mas também por redes municipais e particulares. "É também um balizador importante para aprimorar o processo de ensino e aprendizagem das escolas estaduais de São Paulo".


Avaliação e Aprendizagem
Eleita pela HolonIQ, plataforma americana de inteligência global para educação, como uma das 100 Startups mais inovadores da América Latina, a Jovens Gênios desenvolveu sua plataforma baseada em dois pilares principais e estratégicos para a aprendizagem: machine learning (algoritmo e Inteligência Artificial), que identifica padrões em dados e extração de valor para avaliar as principais defasagem dos alunos, em linha com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e trilhas de aprendizagem, compostas por elementos de jogos (Gamificação).


Além do pacote que agrega tecnologias, a Jovens Gênios promove ainda a formação de professores e do corpo técnico da escola (gestores, coordenadores), auxilia na implementação do cadastro de alunos, faz o direcionamento de acordo com a realidade pedagógica para cada escola, com formação global e integrada para a escola e para os professores, que podem aplicar diversas metodologias ativas e fazer avaliações diagnósticas, somativas e formativas.


"Nos últimos anos, em virtude da pandemia, conseguimos aprender e avançar no desenvolvimento de tecnologias educacionais. Tudo exigiu planejamento e estrutura para gerar engajamento e resultado. Foi um período difícil, mas ao mesmo tempo de grande transformação para que alunos e professores pudessem colher benefícios", avalia Caffé.


Para o CEO da Jovens Gênios, a experiência da EdTech em outras redes públicas de ensino facilitará a implementação no Guia de Recursos Educacionais Digitais da SEDUC-SP. Segundo Bernard Caffé, um dos exemplos foi o uso na educação integral da rede municipal de São José dos Campos. Dados extraídos da plataforma apontam que em dois meses o engajamento dos alunos foi de 89,54%.


"Em pouco mais de três anos, os alunos que utilizam a nossa plataforma já fizeram mais de 27 milhões de questões. Isso mostra engajamento, mas principalmente aprendizado, como resultante de um ensino que inclui aula invertida, desafios com aula gamificada, aprendizado baseado em projetos e autonomia do aluno", finaliza Bernard Caffé.

Sobre a Jovens Gênios
Fundada em 2018, a Jovens Gênios é uma empresa 100% brasileira que apresenta soluções digitais com desafios gamificados, diferentes modos de aula, olimpíadas exclusivas para as escolas e relatórios automatizados. A plataforma Jovens Gênios, voltada para os anos finais do ensino fundamental, usa algoritmos de inteligência artificial para individualizar o aprendizado e, ao mesmo tempo, gamificação para torná-lo mais divertido para os alunos.

Conforme levantamento realizado pelo HolonIQ, plataforma americana de inteligência global para educação, a Jovens Gênios é uma das Startups mais inovadores da América Latina, com destaque na categoria Recursos Educativos e Experiências. A Jovens Gênios está presente em 19 estados e em mais de 190 escolas brasileiras.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »