24/02/2022 às 13h31min - Atualizada em 24/02/2022 às 17h00min

Gartner prevê 6 milhões de carros elétricos em 2022

Mundialmente, 2 milhões de carregadores públicos para veículos elétricos serão instalados este ano

SALA DA NOTÍCIA PLANIN

Seis milhões de carros elétricos serão distribuídos em 2022, segundo previsão do Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas.  

“Na COP26, que aconteceu em novembro de 2021, o Conselho Zero Emission Vehicle Transition concordou que os fabricantes de veículos se comprometeriam a vender apenas veículos de emissão zero até 2040, pressionando o setor automotivo a se preparar para a descarbonização no transporte. Carros elétricos são uma importante tecnologia para ajudar a reduzir a emissão de gases CO² do setor de transporte”, diz Jonathan Davenport, Diretor de Pesquisa no Gartner. “A escassez contínua de chips afetará a produção de veículos elétricos em 2022 e, embora as remessas de vans e caminhões sejam atualmente pequenas, elas crescerão rapidamente nas empresas conforme os empresários identifiquem novos benefícios financeiros e ambientais na eletrificação de suas frotas.” 

O Gartner prevê que carros elétricos representarão 95% do total de remessas de veículos elétricos em 2022 e o restante será dividido entre ônibus, vans e caminhões pesados. 

 

Grande China e Europa Ocidental estarão na liderança de veículos elétricos em 2022   

Com a China impondo um novo modelo para as montadoras e exigindo que os veículos elétricos representem 40% de todas as vendas até 2030, os fabricantes de veículos terão que criar fábricas e linhas de montagem para produzir carros elétricos. O Gartner estima que a Grande China será responsável por 46% das remessas globais de veículos elétricos em 2022, assumindo a posição número 1 do mercado de remessas globais, com 2,9 milhões de veículos elétricos em 2022. A Europa Ocidental deverá produzir 1,9 milhão de unidades em 2022, ocupando o segundo lugar no ranking. Espera-se que a América do Norte seja a terceira região em remessas com 855,3 mil veículos elétricos em 2022. 

“Os planos da Unidade Europeia para reduzir as emissões de CO² de carros em 55% e vans em 50% até 2030 são um catalisador para a aceitação de veículos elétricos na Europa”, diz o analista do Gartner. 

Enquanto os governos de todo o mundo introduzem novos regulamentos e incentivos para abastecer as vendas de veículos elétricos, a indústria automotiva também está aumentando o investimento em empresas que fornecem infraestrutura de carregamento e tecnologia de baterias de veículos para apoiar e reforçar a transição para veículos elétricos por consumidores e empresas. O Gartner prevê que o número de carregadores públicos para veículos elétricos chegará a 2,1 milhões de unidades em 2022. 

Desafios para a implantação em massa de veículos elétricos permanecem 

Para promover a transição para veículos elétricos, os fabricantes automotivos terão que abordar vários fatores, como reduzir o preço dos automóveis, criar maneiras de reciclar e oferecer uma seleção mais ampla de modelos, sempre com maior autonomia. 

“Além disso, uma questão importante que deve ser abordada é a falta de disponibilidade de carregamento rápido para carregamento doméstico e público”, diz Davenport. “Os provedores de serviços públicos precisarão aumentar seus investimentos em infraestrutura de rede inteligente para lidar com o crescente consumo de eletricidade. Além disso, para atender às ambições das mudanças climáticas, os países que utilizam combustíveis fósseis para gerar eletricidade precisarão redesenhar sua geração de energia para responder à transição”. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »