14/06/2022 às 16h12min - Atualizada em 14/06/2022 às 18h30min

Perda de peso com cirurgia bariátrica reduz risco de desenvolvimento e de morte por câncer

O alerta das entidades médicas e dos especialistas em oncologia de que a obesidade é um dos fatores de risco para o desenvolvimento do câncer ganhou um reforço a mais agora no mês de junho

SALA DA NOTÍCIA CIleide Zanotti
Estudo da Cleveland Clinic, centro médico acadêmico sem fins econômicos, mostrou que, entre os adultos obesos, a perda de peso alcançada com a cirurgia bariátrica foi associada a um risco 32% menor para o desenvolvimento do câncer e a um risco 48% menor de morte relacionada ao câncer.
  A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer descreve 13 tipos da doença  associados à obesidade, entre eles, o de tireoide, de mama na pós-menopausa, de endométrio, de cólon, fígado, pâncreas e ovário.
  O médico João Alípio Noé, coordenador do Serviço de Cirurgia Bariátrica e Metabólica do Hospital Santa Rita, informa que esse estudo é muito importante porque comprova  uma evidência pesquisada há anos. Segundo ele, “a cirurgia proporciona uma perda de peso eficaz e duradoura e é isso que leva à redução do risco para vários tipos de câncer”. 
  Com quase 7.000 pacientes operados ao longo de mais de 20 anos, o cirurgião confirma que a melhora na qualidade de vida dos pacientes é evidente, não só na redução do risco de incidência do câncer, mas também para várias outras doenças como diabetes e hipertensão.
  PESQUISA - A pesquisa, publicada noThe Journal of the American Medical Association (JAMA),  comparou pacientes adultos que fizeram cirurgia bariátrica com os que não fizeram a cirurgia. Trata-se de um estudo de corte pareado, que incluiu mais de 30.000 pacientes da Cleveland Clinic. Um grupo de 5.053 adultos com obesidade que fizeram cirurgia bariátrica entre 2004 e 2017, comparado com outro grupo (25.265 pacientes) que não fez cirurgia.  
  Após 10 anos, 2,9% dos pacientes do grupo de cirurgia bariátrica e 4,9% dos pacientes do grupo não-cirúrgico desenvolveram câncer associado à obesidade. Nesse mesmo período, 0,8% dos pacientes do grupo cirúrgico e 1,4% do grupo não-cirúrgico morreram de câncer. 
  De acordo com o  autor sênior do estudo, Steven Nissen, também diretor acadêmico do Heart, Vascular and Thoracic Institute, “de acordo com a American Cancer Society, a obesidade perde apenas para o tabaco como causa evitável de câncer nos Estados Unidos. Este estudo fornece a melhor evidência possível sobre o valor da perda de peso intencional para reduzir o risco de câncer e de mortalidade".     
A Cleveland Clinic é um centro médico acadêmico com sede em Cleveland, Ohio. É operado pela Cleveland Clinic Foundation, uma empresa sem fins econômicos, fundada em 1921, que administra uma universidade na cidade, bem como 11 hospitais afiliados, 19 centros de saúde da família no nordeste de Ohio, e hospitais na Flórida e Nevada.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »