15/07/2019 às 11h46min - Atualizada em 15/07/2019 às 11h51min

Produtos sem lactose e glúten movimentam mercado de produtos naturais

Copra, Indústria de Alimentos de Maceió, em Alagoas, é a pioneira na extração do óleo de coco extravirgem.

DINO
http://www.copraalimentos.com.b



O impacto da alimentação na saúde do corpo preocupa os brasileiros, e está movimentando o mercado de produtos naturais, e livres de glúten e lactose. De acordo com pesquisa realizada pela Euromonitor, que avalia desempenho de setores e participação de mercado por marcas, até 2022 a venda de produtos sem glúten ou lactose deverá crescer cerca de 40%.

A exemplo de outras marcar, a Copra indústria de Maceió, investe cada vez mais em produtos para pessoas intolerantes às diversas substâncias e ingredientes, com foco também nos consumidores veganos. Possui portfólio com 94 produtos, e na linha dos naturais, lançou o óleo de coco extravirgem orgânico, e o sem sabor, o leite de coco para beber natural, de chocolate, e de ameixa, e os chips de coco, do coco seco. De acordo com o estudo realizado pela Nielsen, Estilos de Vida 2019, estes produtos diferenciados já contribuem para mais de 75% do crescimento do mercado de alimentos saudáveis.

Ampliação de instalações e melhor gestão dos negócios

Nos próximos anos, a Copra realizará um grande aporte financeiro para a ampliação das suas instalações, melhorias internas na gestão da empresa, com redução de perdas, aumento de rentabilidade e eficiência das operações, e aumentará a geração de postos de trabalho. No cômputo da sua produção, a Empresa destina 75% dos seus produtos ao consumidor final; 25% vão para os produtores de alimentos, como Osklen, Pão de Açúcar, Mundo Verde, e Panco. O restante, 5% da produção, é exportado ao Chile, Paraguai, Cabo Verde e Espanha. Nos últimos anos, a Empresa cresceu acima de 40% em patamar de produção.

Nutróloga destaca benefícios do leite de coco à boa saúde

De acordo com a nutróloga, Tamara Mazaracki, Membro Titular da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), a gordura do leite de coco é principalmente composta - 50% do total de lipídios - de ácido láurico. "Uma das ações do ácido láurico é a manutenção da elasticidade dos vasos sanguíneos, varrendo os depósitos de colesterol e outros detritos metabólicos, deixando os vasos limpos, o que contribui para reduzir o risco de arteriosclerose e doenças cardíacas", diz a nutróloga.


A médica explica que a gordura saturada do leite de coco contém ácidos graxos de cadeia curta e média, que não são armazenados pelo corpo, e fornecem energia imediata. Uma dieta nutricional à base do leite de coco contribuirá para o controle da pressão arterial, açúcar no sangue, e redução da inflamação das articulações. O leite de coco facilita a digestão, e pode ser um bom aliado para os sintomas de úlcera no estomago, e do refluxo", complementa Tamara.


Jornalista Responsável - Monica Coronel - JP-16423-RJ
Tel.: (21) 32177642 - Cel.: (21) 996223587



Website: http://www.copraalimentos.com.b
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%