24/07/2023 às 15h31min - Atualizada em 06/01/2024 às 16h00min

CCBB Educativo realiza atividades com foco em acessibilidade e inclusão, inspiradas pela exposição Studio Drift – Vida em Coisas

Dentre as ações está a performance de dança Metamorfose, com a participação de um trio de bailarinos da São Paulo Escola de Dança, dias 29 e 30 de julho

Fausto Cabral
Dentro de sua vocação na promoção de ações afirmativas criadas com foco em inclusão e acessibilidade para todos os públicos, o CCBB Educativo preparou uma série de atividades inspiradas nas obras da mostra Studio Drift – Vida em Coisas, do coletivo holandês fundado em 2007 pelos artistas Lonneke Gordijn (1980) e Ralph Nauta (1978).

Dentre as ações está uma performance de dança baseada na obra Shylight, intitulada “Metamorfose”, elaborada por Daniela Chindler e dirigida por Lucas Gonzaga, com figurinos assinados por Marcela Matos. Em cena os bailarinos Mariana Vasconcellos, Vicco Gonçalves e Marcelo Ferreira, integrantes da São Paulo Escola de Dança, têm como objetivo proporcionar a construção do conhecimento no campo da dança, entendendo a diversidade de corpos e estéticas como premissas da formação e profissionalização dos alunos. A performance ocorre nos dias 29 e 30 de julho, em quatro horários diferentes – 10h30, 11h30, 15h e 16h, com entrada gratuita.

“As vestes dão contorno ao corpo e possibilitam uma diferente interação e re-criação da arte. Propomos uma mudança de perspectiva em relação à obra em exposição: o corpo também é obra, também é galeria. Ao usar as vestes sensoriais, os bailarinos são propositivos diante conceitos da mostra em cartaz”, destaca Daniela Chindler, coordenadora do CCBB Educativo.

Similar aos figurinos a equipe produziu um objeto mediador que pode ser tateado pelos visitantes e que foi pensando para promover a acessibilidade a pessoas cegas e com baixa visão.

Obras Sensoriais – Além de “Metamorfose”, a partir dos conteúdos apresentados pela exposição “Studio Drift – Vida em Coisas”, a equipe do CCBB Educativo produziu uma série de objetos relacionais/mediadores que possibilitam ao visitante uma experiência em que o corpo, antes resumido a visualidade, desperta para outras e novas percepções.

“Os objetos relacionais são ferramentas que instigam reflexões e exploram o repertório do visitante, buscando aproximar o espectador das peças expostas. Buscamos a experimentação estética como um pilar para nossa formação cultural, e este material atua nesta tarefa. Os objetos de mediação podem ser dos mais variados suportes, materiais, formatos e tamanhos”, enfatiza Daniela Chindler.

Outro trabalho de destaque na exposição, a obra Amplitude - uma estrutura suspensa, composta por 20 bastões de vidro, unidos por junções em bronze, que se movimentam em sincronia, remetendo ao voo dos pássaros ou às ondas no mar – foi a inspiração para a criação de um autômato para as experiências sensoriais.


Não foi esquecida a planta dente-de-leão que ganhou uma versão em objeto. Por fim, a obra Ego, presente na exposição, de aparência frágil composta por uma trama de fios de náilon da espessura aproximada de um fio de cabelo ligada a motores, também tem a sua “versão sensorial”, sendo confeccionada pela equipe do CCBB Educativo no formato de uma manta, que poderá ser tocada pelo público.
Serviço:
Site para mais detalhes: https://programaccbbeducativo.com.br/
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico – SP 
Funcionamento: Aberto todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças
Entrada acessível: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à esquerda da entrada principal.
Informações: (11) 4297-0600
Estacionamento: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação, 228 (R$ 14 pelo período de 6 horas - necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB). O traslado é gratuito para o trajeto de ida e volta ao estacionamento e funciona das 12h às 21h.
Transporte público: O CCBB fica a 5 minutos da estação São Bento do Metrô. Pesquise linhas de ônibus com embarque e desembarque nas Ruas Líbero Badaró e Boa Vista.
Táxi ou Aplicativo: Desembarque na Praça do Patriarca e siga a pé pela Rua da Quitanda até o CCBB (200 m).
Van: Ida e volta gratuita, saindo da Rua da Consolação, 228. No trajeto de volta há uma parada no metrô República e ponto final no estacionamento. Das 12h até o fim das atividades no CCBB, sob demanda.

bb.com.br/cultura
twitter.com/ccbb_sp | facebook.com/ccbbsp |instagram.com/ccbbsp
[email protected]
 
Link
Notícias Relacionadas »