26/07/2019 às 17h59min - Atualizada em 28/07/2019 às 18h12min

Pia Sundhage é a nova treinadora da Seleção Brasileira de Futebol Feminino

Sueca bicampeã olímpica com os Estados Unidos é referência no futebol feminino.

DINO
https://www.afolhahoje.com/


E a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que a treinadora sueca Pia Sundhage será a nova comandante da Seleção Brasileira Feminina de Futebol. A técnica de 59 anos de idade é bicampeã olímpica com o time do Estados Unidos e, nos últimos Jogos Olímpicos Rio 2016, levou a seleção do seu país, a Suécia, até a medalha de prata.

Após a participação do Brasil na última Copa do Mundo de Futebol Feminino, na França, a CBF optou por demitir o então treinador Vadão. A Seleção Brasileira chegou até as oitavas de final, após vencer as partidas ao vivo contra Itália e Jamaica na fase de grupos e perder para a Austrália. Com a classificação em 3° lugar, o Brasil já encarou as donas da casa da França, uma das melhores seleções do torneio. Apesar de jogar muito bem e de forma equilibrada, o Brasil perdeu na prorrogação e foi eliminado. Com isso, Vadão deixou o comando técnico da seleção pouco tempo depois.

Para o lugar dele chega a bicampeã olímpica e um nome de peso no Mundo do futebol feminino. Trata-se de Pia Sundhage, da Suécia. A treinadora, de 59 anos, terá um contrato válido por dois anos, com a possibilidade de extensão por mais dois anos após o seu término. Em comunicado oficial da CBF, a negociação entre Pia e Rogério Cabloco, presidente da Confederação, foi firmada na última quarta-feira (24), dois dias após a demissão do técnico Vadão. Mas as conversas vinham acontecendo desde o início do mês, quando Pia se mostrou aberta para uma proposta da CBF. Rogério disse que Pia representa a "nova dimensão" que eles querem para o futebol feminino do Brasil, e a treinadora se mostrou entusiasmada em fazer parte dessa reformulação.

"A partir da sua chegada, desenvolveremos um planejamento totalmente integrado entre a Seleção Principal e a base, equilibrando objetivos de curto prazo, como Tóquio 2020, com a renovação contínua dos nossos talentos. Pia reúne a experiência e o talento perfeitos para isso. É uma enorme alegria termos essa lenda do futebol feminino no nosso time. Na busca permanente por inovação e excelência, teremos pela primeira vez, uma treinadora estrangeira comandando a seleção brasileira feminina", disse Rogério Caboclo.

Antes de assumir o comando do Brasil, Pia estava treinando a seleção sub-16 dos Estados Unidos, após belas passagens pelas seleções principais do próprio Estados Unidos e também da Suécia, sua terra natal. Comandando a seleção norte-americana, Pia foi campeã olímpica duas vezes, em 2008, em Pequim, e 2012, em Londres. Ela também foi vice-campeã da Copa do Mundo em 2011, na Alemanha. Já como treinadora da Suécia, Pia foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Ou seja, nas últimas três edições de Olimpíadas, ela esteve na final do futebol feminino.

Pia Sundhage se mostrou muito empolgada em treinar o Brasil, isso aparece em suas palavras no vídeo postado nas redes sociais da Seleção Feminina do Brasil: "Olá, Brasil! Eu só queria falar para vocês o quanto eu estou empolgada em treinar o pais do futebol, Brasil. Para alcançarmos a melhor performance, juntos. Vamos, Brasil!", disse a nova treinadora da Seleção Brasileira.

Histórico de Pia Sundhage

Antes de se tornar treinadora, Pia foi jogadora, começando sua carreira aos 17 anos, no ano de 1977, como atacante, e foi uma das expoentes do futebol feminino. Pela seleção sueca, Pia disputou a primeira Copa do Mundo da FIFA, em 1991. Depois jogou a Copa de 1995 e as Olimpíadas de 1996, em Atlanta. Ainda como jogadora, Pia Sundhage foi campeã da primeira edição da Eurocopa Feminina, em 1985, e na sequencia foi vice-campeã na edição seguinte, dois anos depois. Após disputar sua primeira edição dos Jogos Olímpicos da história do futebol feminino, Pia encerrou a carreira como jogadora e então começou sua trajetória como treinadora. Pia somou 144 jogos e 71 gols com a camisa da seleção da Suécia.

Como treinadora, Pia Sundhage comandou os seguintes clubes: Hammarby (Suécia), Boston Breakers (EUA), Kollbotn (Noruega), KIF Orebro (Suécia). Também foi assistente da seleção da China, treinadora da seleção dos Estados Unidos e da Suécia, e seu último trabalho foi na seleção dos Estados Unidos sub-16. Abaixo, as conquistas de Pia como treinadora:

2 medalhas de ouro olímpicas com os Estados Unidos (2008 e 2012), 1 medalha de prata olímpica com a Suécia (2016), 2° lugar na Copa do Mundo Feminina da Alemanha, com os Estados Unidos (2011) e o prêmio de melhor treinadora do Mundo pela FIFA (2012).



Website: https://www.afolhahoje.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%