31/07/2019 às 10h56min - Atualizada em 31/07/2019 às 11h00min

Com mais de 1 milhão de interações, Dr. Wilson supera expectativas

Utilizado predominantemente em locais onde se fala português, como Moçambique, Cabo Verde e Angola, o Dr. Wilson também passou a funcionar recentemente no Haiti.

DINO
https://www.olitel.com.br/


Como ajudar milhões de pessoas a tirar dúvidas sobre saúde na África? Foi essa a questão que motivou a Olitel , empresa integradora de Tecnologia da Informação e Comunicação, a desenvolver em parceria com a InBot, o Dr. Wilson. Dotado de Inteligência Artificial, ele é capaz de disseminar conhecimento sobre a transmissão, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção das 20 doenças mais negligenciadas do planeta, que com base em estudos realizados pela OMS. Com apenas sete meses no mercado, ele já recebeu mais de 1,2 milhão de interações, a maior parte na África.
Utilizado predominantemente em locais onde se fala português, como Moçambique, Cabo Verde e Angola, o Dr. Wilson também passou a funcionar recentemente no Haiti. "Esse progresso exigiu uma adaptação do sistema para funcionar também na língua créole", conta o responsável pela iniciativa e Diretor-Presidente da Olitel, Mário Mendes.

O principal intuito do Dr. Wilson é levar informações sobre doenças típicas de regiões vulneráveis, como Cólera, Malária, Aids ou Dengue, e tratar de informações sobre cuidados no consumo de água. A projeção de Mário Mendes era de que nos primeiros 36 meses pós-lançamento da plataforma Dr. Wilson, 20 mil mortes de crianças até 5 anos fossem evitadas. Diante do excelente desempenho em tão pouco tempo, as expectativas aumentaram e fazem com que o empresário almeje resultados ainda maiores. "Embora não seja possível mensurar de imediato os resultados diretos do sistema, as inúmeras interações recebidas em tão pouco tempo nos surpreenderam, o que reforça o potencial que ele tem de ajudar cada vez mais pessoas", afirma.

A relação entre o usuário e o Dr. Wilson se dá por meio de um site responsivo capaz de se adaptar a smartphones ou em plataformas como Facebook, Twitter e Google Assistant. Esse modelo de interação foi pensado justamente para facilitar o acesso ao conteúdo, sem a necessidade de baixar aplicativos ou realizar procedimentos muito complicados, sem contar na capacidade maior de abrangência. Com o Google Assistant, por exemplo, para conversar com o robô basta dar um ‘OK Google’ no celular ou no tablet e dizer a frase: ‘Conversar com robô Doutor Wilson’.

O Dr. Wilson é capaz de responder mais de 33 mil conteúdos sobre diversos tipos de assuntos, além das dicas de prevenção de mais de 126 tipos de doenças. Porém, ele possui uma inteligência que permite ampliar esse conhecimento conforme perguntas diferentes são realizadas, sendo o conteúdo do robô desenvolvido a partir de informações coletadas por especialistas voluntários. Mendes conta que o ciclone Idai, que atingiu Moçambique no final de março e deixou mais de 1.000 mortos foi um acontecimento que impulsionou o uso do robô. "No pior dia da tragédia, perguntas sobre buscas de abrigo, onde encontrar água e alimentos eram recorrentes e embora o sistema não estivesse pronto para responder de imediato, foi possível mapear de onde vinham os pedidos e assim, indicar para organizações locais as regiões que precisavam de assistência", explica.



Website: https://www.olitel.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%