14/10/2019 às 09h26min - Atualizada em 14/10/2019 às 09h30min

Influenciadores digitais ficarão milionários nos próximos anos

Gustavo Gambit explica como influenciadores digitais se tornarão milionários nos próximos anos através da criação de negócios digitais e produção de infoprodutos e comenta os bastidores das operações da High Brand 7, empresa que tem criado negócios digitais com diversos influenciadores e celebridades.

DINO
https://highbrand7.com


Quem nunca comprou algum produto digital na internet? Talvez um livro em formato pdf (e-book) ou um curso com aulas em vídeo? Milhões de vendas assim ocorrem mensalmente no Brasil e no mundo. Mas o que as pessoas podem não ter percebido é que muitos destes produtos vieram de pessoas e marcas que jamais haviam vendido algo! É o chamado “efeito digital” que propõe Gustavo Gambit Munhoz, especialista em criação de negócios digitais.

Em entrevista, Gustavo Gambit contou crer que diversos criadores de conteúdo e influenciadores digitais se tornarão milionários nos próximos anos através da criação de produtos para sua audiência.

“É a força do efeito digital! Abrir um negócio, formar clientela e vender era muito mais difícil e lento há alguns anos, especialmente pelo risco e custo iniciais envolvidos. Hoje a tecnologia traz avanços de anos em meses e cria a possibilidade de angariar clientes dentre a massa de seguidores e fãs que as pessoas possuem nas mídias sociais, e vender à elas um conteúdo de alto valor, educacional e transformador.”

O segredo de um produto que é muito vendido é ser percebido como algo desejado e de alto valor, e o iPhone da Apple pode ser, hoje, o maior símbolo disso. Lançado anualmente em um novo modelo, o smartphone gera filas de espera gigantes em todo mundo, atrai milhões de compradores e, ainda que não seja o líder em vendas no mercado, é um símbolo unânime de luxo e exclusividade, gerando experiência única para usuários e sendo o queridinho de estrelas de Hollywood e muitos empresários.

E isto não é uma coincidência. As empresas de tecnologia não apenas cresceram, mas tomaram o topo do planeta nos últimos 20 anos. Enquanto em 1999 apenas Microsoft e Intel disputavam com gigantes dos mercados de petróleo, automóvel, bancos e outros, em 2019, as quase trilionárias Amazon, Apple, Microsoft e Google tomaram o topo. E eis a tendência dos próximos anos: que o mercado digital cresça ainda mais, entregue mais valor para consumidores e gere muita riqueza para as marcas. E a aposta de Gambit é de que os produtos digitais possam também chegar ao topo do mercado.

“Acredito que o mercado digital trará a possibilidade para milhares de criadores de conteúdo se tornarem reais empreendedores através da internet e deixará muitos deles milionários. Já tem acontecido com muitos, aconteceu conosco e nossos associados e ainda acontecerá com muitos, é o caminho lógico. Assim como a Google tomou o lugar das bibliotecas, o Netflix tomou lugar da TV e o Spotify tomou lugar do Rádio, muitos ‘infoprodutos’ têm tomado o lugar de escolas, universidades e institutos, e até de academias e clínicas."

E para que isso aconteça, não só a presença dos atuais empreendedores digitais em crescimento é importante, mas também a chegada dos novos produtores que deve ocorrer nos próximos meses, segundo Gambit.

“Vai acontecer! Tem sido foco das atenções das grandes plataformas de vendas, assim como das agências de marketing digital. Vi isso ser discutido durante todo o Fire Festival na Hotmart e ao ser convidado para estar lá, aproveitei para me conectar com vários influenciadores que ainda não empreenderam ou tiveram resultados inexpressivos e propor uma parceria de alto valor.”

A Hotmart é a startup brasileira com maior resultado na América Latina, responsável por conectar o produtor e o cliente na área de membros, e que movimenta bilhões de reais em vendas.

“Percebi que muitos já atuam como ‘afiliados’, indicando produtos digitais de outros empreendedores e ganhando um comissionamento ou valor fixo pela publicidade, mas esta não é a melhor jogada. Muitos, às vezes, indicam coisas que nem acreditam apenas para compor renda, uma vez que a internet ficou competitiva nos últimos anos, e alguns, ainda que com muitos seguidores, mal pagam as contas. Quando vem a oportunidade de indicar algo e ganhar, mesmo que pouco, eles aceitam sem saber o quanto estão deixando de ganhar. Sequer questionam quantas vendas e o lucro do outro lado, que geralmente é grande. Quero aproveitar este movimento para conscientizá-los disso! É um novo jogo, mas nada a temer. O que fazemos na High Brand 7 é totalmente diferente de muitas agências que só se preocupam em vender. Nós viemos deste lado, como criadores de conteúdo e artistas! Procuramos formas de monetizar o conteúdo ao passo que este melhora e atrai mais seguidores, deixando de fato uma mensagem. Isso é o que uma marca faz, aposto demais em branding. Quando um criador ou influenciador fecha comigo, levo a ele uma assessoria de marca e identidade visual, assim como uma assessoria jurídica e contábil pra que ele se profissionalize sem perder sua essência e se tornando muito maior!”

Grandes empresas com estrutura física têm migrado para o mercado digital, especialmente as de educação. O motivo? O baixo-custo aliado à escalabilidade. Uma sala ou auditório possuem uma capacidade máxima de pessoas, além de gerarem um custo considerável de infraestrutura, desafios que o produto digital consegue resolver através de custo baixo de produção e uma escalabilidade de alunos. Por isso números tão astronômicos e crescimento vertical ao longo dos últimos anos. Segundo a IAB, o Brasil movimentou mais de R$18 bilhões em 2018 e a expectativa de 2019 é de mais de R$20 bilhões!

Já, Gambit, ao abrir a High Brand 7, escalou as operações que a Social Games 7 fazia treinando alunos presencialmente, documentou o conteúdo e entregou online para milhares de alunos em treinamentos como o Vencendo A Rejeição e o Método Gambit que alcançaram 6 dígitos em 7 dias de vendas, o famoso “6 em 7”. Após conquistar tamanho sucesso, deu a outros criadores de conteúdo a oportunidade de se tornarem sócios em novas operações, apoiando não só a estruturação de criação de negócios digitais, mas também trazendo outras soluções, tais como melhor qualidade na produção do conteúdo, estratégias para aumentar números de visualizações e inscritos, e pontos como identidade visual da marca e do conteúdo, e a segurança jurídica e contábil destes novos empreendedores, se tornando um mentor para eles. 

Saiba mais:

Instagram: @gustavogambit
Instagram: @highbrand7
YouTube



Website: https://highbrand7.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.5%
28.0%
16.1%
7.6%
0.8%