25/10/2019 às 18h11min - Atualizada em 26/10/2019 às 02h51min

Humanização em ambientes hospitalares é estratégia para maior conforto psicológico de internados

O fator psicológico na recuperação de pacientes hospitalizados se trata de uma vertente fundamental para a melhora dos quadros

DINO
https://teto.com.br/produtos/moveis-hospitalares/


O fator psicológico na recuperação de pacientes hospitalizados se trata de uma vertente fundamental para a melhora dos quadros. Quando um paciente está inserido em um ambiente acolhedor, e é exposto a estímulos como o riso, conversas e atividades que o fazem se manter distante do estresse hospitalar, isso acaba sendo favorável para sua recuperação.

A humanização do ambiente surge como ferramenta para manter a mente do indivíduo ligada aos estímulos adequados, isso pode se dar junto de ações, políticas ou de uma reorganização e ambientação do local, entregando um conforto superior.

Sobre a humanização em ambientes hospitalares

A humanização em ambientes hospitalares pressupõe uma reestruturação da gestão dos departamentos e modifica a maneira como os profissionais de saúde e os pacientes se relacionam. O principal objetivo dessa iniciativa é de prover um atendimento de maior qualidade, composto por conhecimento técnico, comportamento ético e pleno entendimento do histórico do paciente.

Prover espaço físico agradável é um dos primeiros passos para humanização hospitalar

Ao dar início às ações para humanização do ambiente, é preciso priorizar o conforto e acolhimento do paciente, sempre de forma respeitosa. O primeiro passo deve ser dar mais atenção ao espaço físico, ou seja, aos móveis hospitalares. Eles devem proporcionar sensação de bem-estar, tanto para o paciente quanto para os acompanhantes.

O ambiente deve ser montado de uma forma que pareça leve, arejado, alegre, confortável e acolhedor. Após cumprir esse passo, é a vez de criar uma relação de comunicação eficiente entre os profissionais e os pacientes. Para tal, é fundamental que os médicos, enfermeiros e fisioterapeutas recebam as instruções adequadas ao processo de reabilitação e cuidados clínicos.

Comunicação e inteligência emocional na humanização dos hospitais

A humanização dos ambientes hospitalares deve ser uma expressão de ordem para todos os profissionais envolvidos com clínicas e hospitais. Afinal, se trata de uma ação desenvolvida para lidar com pessoas em momentos de extrema fragilidade. Por isso, a comunicação deve ser permeada por estratégias específicas, como olho no olho, fala calma, cordialidade, e empenho para compreender como o individuo está lidando com todo o processo.

A inteligência emocional, neste cenário, visa identificar as emoções presentes para prover uma melhor comunicação e o entendimento entre os profissionais do hospital (gestores, equipe médica e colaboradores), e os pacientes. Por meio da inteligência emocional se desenvolve empatia pelo próximo, o que é um dos pilares da humanização da saúde.

Setor moveleiro cresce para suprir demandas, como a de móveis hospitalares para ambientes humanizados

A Associação Brasileira de Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) lançou um estudo com dados do setor de móveis, segmento que vem crescendo no país. Dentre os principais destaques, é possível citar o relatório que aponta para alta de 6,2% entre março e abril de 2019, um índice que superou o da indústria da transformação brasileira.

O setor está se destacando tendo em vista a grande demanda por móveis, dentre eles os hospitalares, gerando o crescimento de empresas especializadas no assunto, como é o caso da TETO.

TETO e os  móveis especializados

A TETO é uma empresa que oferece móveis específicos, como poltrona reclinável hospitalar, para auxiliar hospitais e clínicas a proporcionarem um ambiente humanizado aos pacientes e seus acompanhantes.

Navegue pelo site para conferir todo o catálogo de móveis hospitalares da TETO, e entre em contato para tirar quaisquer dúvidas.



Website: https://teto.com.br/produtos/moveis-hospitalares/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.5%
28.0%
16.1%
7.6%
0.8%