20/03/2020 às 16h07min - Atualizada em 20/03/2020 às 16h12min

Consultores da United HR explicam qual o perfil para vagas de finanças de Gerente Financeiro a CFO

Demonstrar que tem metting – ou seja, que se adequaria à posição, cultura e valores da empresa – é essencial, já que é um fator bastante valorizado hoje pelos headhunters da maior parte das organizações.

DINO
http://www.unitedhr.co
UNITED HR


Existe um perfil exigido pelos headhunters na área de finanças. A UNITED HR, empresa de Executive Search e Outplacement apresenta o perfil ideal e as competências, habilidades, management, compliance e também como demonstrá-las nos processos seletivos.

A maior parte das empresas tem diversos diretores na área de finanças, o que faz com que a oferta de oportunidades nesse setor seja frequente. Além de frequente, as seleções costumam ser concorridas porque candidatos de diversos setores costumam candidatar-se.

"É importante ter conhecimento sobre economia, mercado financeiro e suas possibilidades de fazer uma carreira", destaca Gustavo Apostólico, CFO da UNITED HR.

"Além disso, é fundamental pesquisar sobre o perfil econômico da atuação da empresa, saber quem são os acionistas, investidores a que você está aplicando, para conseguir trazer as suas experiências e características que mais se adequam ao perfil da vaga."

Demonstrar que tem metting - ou seja, que se adequaria à posição, cultura e valores da empresa - é essencial, já que é um fator bastante valorizado hoje pelos headhunters da maior parte das organizações.

A UNITED HR por exemplo, é uma delas. Gustavo Apostólico CFO (Chief Executive Officer), conta que o headhunter leva em conta se o profissional se enquadraria ao ambiente, cultura, objetivos e valores da companhia. "Buscamos pessoas que tenham adrenalina, brilho no olho em frente a novos desafios, motivadoras, sejam proativas, resilientes e que demonstrem ter uma conduta ética e de compliance em suas ações e decisões."

Por conta da natureza das áreas de finanças, ter um modelo mental analítico é mandatório. Na prática, isso significa saber analisar dados, planejamentos estratégicos, direcionamento - inclusive, que não sejam relacionados entre si - e tirar insights de valor para processos e resultados.

Entre as habilidades técnicas requeridas, segundo a CFO da United HR, estão: domínio de idiomas, especialização em finanças, experiência como expatriados além de uma boa base em relação à contabilidade, tesouraria, tecnologia, digitalização, valuation, Due diligence, análise e elaboração de projetos. Conhecimentos que podem ser desenvolvidos em cursos, grupos de estudos e competições.

Em relação às competências comportamentais importa também muito do que a cultura da companhia pede, e isso costuma ir além do que requer um setor, como as áreas de finanças. Mas a principal habilidade é de liderar.

"Estamos passando por um movimento de inovação tecnológica e digitalização, então a facilidade para se adaptar a novos contextos e agilidade são traços que valorizamos", afirma Gustavo Apostólico. "Além disso, sempre estamos em busca de executivos que antecipem as coisas e que chamem para si as responsabilidades, motivando-se com novos desafios."

É um desafio mostrar todas as habilidades e competências em uma entrevista. A dica do CFO da United HR, para dar visibilidade às suas características que realmente importam em recrutamentos das áreas de finanças, é focar em atividades extracurriculares, valores pessoais, ética, compiance.

Tanto o que é descrito no currículo, quanto como o candidato relata as experiências, contando quais foram seus desdobramentos e as tornando palpáveis, ilustrando com exemplos, explica Gustavo Apostólico da UNITED HR. Ambos facilitam que os entrevistadores vejam, no candidato, que buscam em termos de habilidades (técnicas ou não). "O discurso tem que ser convincente e verdadeiro", conclui o CFO da UNITED HR Gustavo Apostólico.



Website: http://www.unitedhr.co
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%