25/03/2020 às 13h40min - Atualizada em 25/03/2020 às 13h51min

Mercedes, Ford, Volkswagen e BMW lideram em número de recalls

Ainda no ano passado houve o lançamento do aplicativo Papa Recall, que informa e alerta motoristas a respeito de recalls.

DINO


O brasileiro já mostrou que sua adesão aos recalls automotivos é baixa, em torno de 40%. Em 2019, no entanto, os chamamentos ganharam destaque nos meios de comunicação com as novas normas sobre o tema lançadas pelo Governo Federal e em razão de recalls pitorescos, que também viralizaram nas redes sociais. Ainda no ano passado houve o lançamento do aplicativo Papa Recall, que informa e alerta motoristas a respeito de recalls.

Entre os casos que mais chamaram a atenção há lançamento pegando fogo (Onix Plus), recompra de veículos pela VW e até troca de motor de um modelo BMW. Balanços indicam que no período houve 107 campanhas, com quatro montadoras ocupando os três primeiros lugares em número de campanhas no ranking que contempla dez posições.

A lista é encabeçada por Mercedes Benz, com 11 chamamentos; seguida por Ford e Volkswagen em segundo lugar, com 10 cada uma; e em terceiro a BMW, com 9. No caso da Mercedes, foram feitos chamamentos para proprietários de vários modelos e séries. Entre eles GLC Sport Coupé, C189 Coupé, GLC 250, Classe C, A200 e A250. O objetivo era corrigir os mais diversos problemas que, dependendo do modelo, envolviam direção elétrica, caixa de direção, sistema de combustível, bancos dianteiros, placa metálica de isolamento térmico, sistema de airbag, cinto de segurança, software de sistema de multimídia e de airbag lateral bem como controle de estabilidade.

No caso da Ford, foram afetados Ford Ka Sedan e Hatch, Ranger, Fusion, Edge e Eco Sport. Precisaram de acerto, dependendo do modelo, série e ano, armação do volante da direção, travessa da transmissão e sistema de exaustão, sistema de airbag, cintos de segurança dianteiros, reclinador do encosto dos bancos dianteiros, bucha do cabo seletor de marchas da transmissão automática, entre outros.

A Volkswagen informou problemas na Saveiro, Gol, Polo, Voyage, Touareg, Passat, Tiguan, Golf, Fox e Amarok. Entre os itens que requerem ajustes estão chicote elétrico da iluminação interna, sistema de airbag, coluna central "B" / teto solar, molas da suspensão traseira, bancos dianteiros, molas da suspensão traseira, eixo traseiro, sistemas de freios e culminou com a recompra de veículos de diversas linhas.

A montadora alemã BVW envolveu em suas campanhas veículos de variadas linhas como X3, X5, 320i, 323i, 323ci, M3, M4, 525i, m 530i, 540i e X5. Foram localizadas necessidades de ajustes em sistema de combustível, motor, freios, cinto de segurança, bobina de ignição, suspensão, software e sistema de combustível, eixo cardã, sistema de airbag, lanternas laterais traseiras, airbag do condutor, falha na direção e substituição do motor dos modelos 330i M Sport e 330i Sport (2019).

São dados que ressaltam a importância de proprietários de veículos aderirem ao recall. Estima-se que no Brasil mais de 20 milhões de carros estão circulando com defeito de fabricação, colocando em risco a saúde e a vida de muita gente, inclusive a sua, explica Vinicius Melo, CEO do Papa Recall

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%