31/03/2020 às 15h52min - Atualizada em 31/03/2020 às 17h51min

Portarias Remotas evitam o contágio e ganham força durante a quarentena

As portarias virtuais resguardam porteiros e evitam o contato com idosos e outros moradores que fazem parte do grupo de risco do novo coronavírus

DINO

A tecnologia tem se mostrado uma ferramenta importante para ajudar as pessoas a passarem pelo período do isolamento social. Nos condomínios, além da limpeza das áreas comuns e a utilização de álcool em gel, as portarias remotas - ou seja, quando o atendimento operacional de um condomínio está concentrado em uma central à distância - podem ganhar força enquanto vigora a medida de contenção do novo Coronavírus. A vantagem é que o sistema protege os profissionais, que não precisam mais ficar expostos na portaria, e evita o contato dos profissionais com moradores idosos ou em grupos de risco.

O segmento de segurança eletrônica já apostava no crescimento do investimento neste serviço devido aos ganhos em segurança, respaldo operacional e equilíbrio do orçamento. O levantamento realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) com empresas de segurança que trabalham com a solução mostrou que a instalação e gerenciamento de portarias remotas já representa até 20% do volume de vendas de 67% dos entrevistados e, além disso, para 22,7% a expectativa de crescimento para 2020 supera 30% - índice que poderá ser ainda maior dado o atual cenário que cobra medidas que evitem o avanço da Covid-19.

"A Abese entende que as portarias remotas possuem um papel importante na proteção de funcionários, moradores e visitantes de condomínios. A tecnologia pode ser uma alternativa para manter o serviço de portaria sem interrupções e ao mesmo tempo gerando novas oportunidades de emprego aos profissionais dos condomínios. Muitas empresas do setor de segurança eletrônica têm contratado porteiros para trabalharem em centrais de videomonitoramento, além de outras ofertas de trabalho para atividades pertinentes ao atendimento, ao monitoramento externo, instalações de sistemas, desenvolvimento de softwares, dentre outras funções", afirma a presidente da Abese, Selma Migliori.

Na prática, o sistema inteligente permite com que moradores enviem um QR Code com data de expiração pré-determinada para liberar a entrada de prestadores de serviço ou familiares que venham ajudar idosos e moradores com mobilidade reduzida. Já sobre o serviço dos correios e entregas, a tecnologia também é uma aliada, como o investimento em armários eletrônicos individuais para cada apartamento. A solução envia uma mensagem para o celular dos moradores assim que uma correspondência é deixada no armário, facilitando o recebimento e evitando com que a encomenda acabe passando por muitas pessoas do condomínio.

Apesar de bastante moderna, as portarias remotas custam cerca de 30% a 40% do que uma portaria tradicional, uma economia que pode chegar a 70% e, assim como para manter o funcionamento de elevadores e dos portões elétricos, o sistema pode ser interligado à geradores de energia ou no-breaks, de acordo com a configuração de cada condomínio - e funcionam mesmo em caso de queda de energia. O mais importante é que a tecnologia pode desempenhar um importante avanço no combate ao avanço da Covid-19.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

50.5%
28.8%
16.2%
3.6%
0.9%