13/04/2020 às 11h42min - Atualizada em 13/04/2020 às 12h21min

Dez dicas para potencializar o home office sem riscos à cibersegurança

Forcepoint alerta para riscos que companhias correm ao adotar o trabalho remoto sem a estrutura de segurança necessária

DINO
http://www.forcepoint.com


A situação que o mundo enfrenta atualmente está levando companhias de todo o mundo a adotarem o modelo de trabalho remoto (escritório em casa / escritório remoto) e, nesse cenário, é essencial considerar a proteção dos ativos mais valiosos de uma organização: " Seres humanos e dados", pois em situações como esta os riscos de ambos podem aumentar.

Segundo dados levantados pela Owl Labs, 52% das empresas já possuem algum funcionário no modelo home office. Desta forma, é preciso reforçar o novo perímetro da cibersegurança: a pessoa. Este é um dos grandes desafios de estratégia de proteção.

É por isso que Luiz Faro, diretor de engenharia de sistemas da Forcepoint para a América Latina compartilha dez dicas de segurança cibernética para trabalho remoto com esse novo perímetro:

Conexão VPN / SSL
Garanta uma conexão segura de qualquer lugar com acesso à Internet nos sistemas da empresa, que inclua múltiplos fatores de autenticação;

Segurança na WEB
Permita que o funcionário remoto navegue na Internet protegido contra conteúdo malicioso, pois o usuário usará esse meio para se manter informado e os invasores usarão sites apócrifos para atingir seus objetivos;

E-mail seguro
Garanta a proteção das contas de e-mail gerenciando-as para eliminar a falsificação de mensagens, malware em anexos e phishing, simulando mensagens e eventos relacionados a tópicos (COVID-19) - o pânico normalmente faz a incidência de phishing aumentar consideravelmente;

Prevenção de vazamento de informações
Faça a avaliação contínua dos dados para evitar o risco de vazamento devido a acidente, ignorância, negligência ou violação de segurança;

Sistema interno de ameaças
Monitore as atividades dos usuários com altos privilégios e acesso a dados confidenciais onde quer que eles estejam;

Análise do comportamento humano
Monitore o comportamento do usuário para detectar e gerenciar riscos, aplicando políticas de proteção de forma dinâmica e personalizada - e lembre-se, o volume de usuários vindos de localidades desconhecidas vai disparar;

Alavancar soluções em nuvem
Garantir visibilidade e controle de atividades e fluxos de dados em aplicativos em nuvem, com monitoramento adequado de aplicativos sancionados e não sancionados. Para o negócio sobreviver ele precisará da nuvem - Esta utilização precisa ser segura;

Controle de Ameaças Avançadas
Todos serão alvos de ameaças avançadas escondidas em informações sobre a epidemia e o funcionamento da empresa nesse período. Não se pode contar com o usuário em detectar e descartar sempre - É preciso impedir que essas ameaças cheguem;

Arquitetura flexível de soluções de segurança cibernética
Possibilita ter modelos em nuvem ou híbridos que permitem ter o mesmo conjunto de políticas e nível de segurança em um cenário de localidade flexível;

Redução de consoles de monitoramento e alerta
Com a mudança de rede da maioria dos usuários, uma gestão de incidentes consolidada é a chave para achar a agulha no palheiro;

Sobre a Forcepoint

A Forcepoint é a líder global de cibersegurança para proteção de usuários e dados. As soluções da Forcepoint baseadas em comportamento adaptam-se ao risco em tempo real e são entregues através de uma plataforma convergente de segurança que protege usuários de rede e o acesso à nuvem, previne que dados corporativos deixem a rede corporativa e elimina brechas causadas por usuários internos. Com sede em Austin, Texas, EUA, a Forcepoint cria ambientes seguros e confiáveis para milhares de empresas e instituições governamentais e seus funcionários em mais de 150 países.



Website: http://www.forcepoint.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

46.0%
26.2%
17.5%
9.5%
0.8%