23/06/2021 às 10h46min - Atualizada em 23/06/2021 às 11h00min

Microcity adere ao movimento Unidos pela Vacina

Empresa se junta a entidades, organizações, representantes da sociedade e pessoas físicas para ajudar municípios brasileiros a executar a vacinação contra a covid-19

SALA DA NOTÍCIA Laura Enchioglo

Com o propósito de ajudar a tornar viável vacinar todos os brasileiros maiores de 18 anos contra a covid-19 até setembro de 2021, a Microcity, primeira empresa brasileira de outsourcing de ativos de TI e líder no mercado nacional de PC as a Service, segundo o IDC, se juntou ao movimento Unidos pela Vacina. Liderado pelo Grupo Mulheres do Brasil, o movimento conta com mais de três mil envolvidos, entre empresários, entidades, organizações privadas, pessoas físicas e representantes da sociedade.

A aderência à ação foi motivada por iniciativa do presidente e fundador da Microcity, Luis Carlos Nacif, por identificar no movimento valores similares aos da companhia em relação a atuar com responsabilidade social e em prol de um país melhor. A proposta do Unidos pela Vacina é facilitar que empresas possam apadrinhar municípios em todo o país realizando a doação de itens necessários para garantir a vacinação, como caixas térmicas, câmaras frias, geradores entre outras demandas semelhantes.

“Levantamos 20 cidades listadas entre as que apresentam os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) de Minas Gerais. Doze delas estão sem demanda por apoio, enquanto outras oito estão com demandas já identificadas. Portanto, vamos apadrinhá-las, suprindo suas necessidades, por meio da entrega de geradores e de equipamentos para conservar as vacinas. Com isso, queremos levar ajuda onde ela mais custa a chegar”, afirma Luis Carlos.

As cidades de Açucena, Catuti, Imbê de Minas, Pedras de Maria da Cruz, Riachinho, Salinas, Santa Bárbara do Leste e Umburatiba já se preparam para receber a contribuição. A entrega dos equipamentos está prevista para os meses de junho e julho. De acordo com o Unidos pela Vacina, 5.570 cidades do país ainda precisam de ajuda para resolver os entraves da vacinação.

A condução do projeto dentro da companhia é realizada pela diretora de Pessoas e Valores da Microcity, Polianna Lopes, junto com os colaboradores Luiz Fernando, Daliana Calixto, Maria Amélia, Luana Sena, Rafael Martins e Carolina Cunha. Esse time está tomando todas as medidas necessárias para a atuação da Microcity no movimento, desde questões relacionadas ao processo das doações, até a busca das regiões que mais necessitam de ajuda.

Para Polianna, a experiência de participar do projeto social tem sido engrandecedora para todos os envolvidos. “Não adianta só lamentarmos o que o mundo está vivendo. Se pudermos e tivermos a oportunidade de fazer algo concreto, vamos fazer. Sempre apoiamos diversas instituições, com atenção às causas de menor visibilidade, mas não de menor importância. Neste momento, aderimos ao Unidos pela Vacina com o objetivo de acelerar a vacinação, com toda infraestrutura necessária para auxiliar o Governo Federal”, aponta. 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

46.0%
26.2%
17.5%
9.5%
0.8%