29/03/2019 às 18h53min - Atualizada em 05/04/2019 às 11h42min

Metodologia Design Sprint permite conceber a ideia, desenvolvê-la e testar protótipos em apenas quatro ou cinco dias

O Design Sprint, que nasceu dentro do Google, é indicado para a resolução de problemas complexos de forma muito ágil. Sua primeira versão demanda a imersão no projeto durante cinco dias, com a participação full time da equipe da empresa. Já a segunda versão reduz o tempo total para quatro dias, exigindo a dedicação da equipe a apenas dois deles, enquanto a contratada para aplicar o método, como é o caso da Arco Garage, finaliza o projeto.

DINO - https://arco.cc/
http://www.dino.com.br/releases/metodologia-design-sprint-permite-conceber-a-ideia-desenvolve-la-e-testar-prototipos-em-apenas-quatro-ou-cinco-dias-dino890202494131


Não é raro uma empresa levar meses no planejamento e desenvolvimento de um produto ou serviço e, quando colocado no mercado, é um fracasso, vendo o investimento e o tempo de dedicação naquele projeto simplesmente escoar pelo ralo. Sem contar o clima de decepção gerado. Geralmente, o problema foi não ter ouvido o mercado, o público-alvo, uma iniciativa provavelmente evitada porque exigiria ainda mais tempo e investimento em pesquisas.

Esse tipo de aposta no escuro, com reuniões intermináveis, é coisa do passado. Hoje, existe uma ferramenta que garante perto de 100% de acerto, e ainda agiliza muito o processo, além de reduzir, consequentemente, os investimentos. Trata-se do Design Sprint, metodologia criada por Jake Knapp em 2010, então design partner do Google, o qual a aplica em novos produtos e em startups que estão sendo testadas. Mais tarde, a metodologia foi levada para o Google Ventures.

Com aplicabilidade para qualquer questão futura na resolução ágil de problemas complexos, a primeira versão do Design Sprint leva somente cinco dias no desenvolvimento de suas cinco fases, uma por dia com duração de oito horas: mapeamento e discussão; esboços de ideias e soluções; escolha da ideia; protótipo; e teste.

“Esse que chamamos de Design Sprint 1.0 exige a presença dos funcionários que terão algum contato com o novo produto ou serviço, durante toda a jornada do projeto. Por conta disso, muitos clientes apresentam resistência”, conta Francisco Albuquerque, diretor de Estratégia e Novos Negócios da Arco | Hub de Inovação, que tem o braço Arco Garage, cujo foco é realizar as transformações em seus clientes de fora para dentro.

Para derrubar essa barreira, a Garage então adotou o Design Sprint 2.0, desenvolvido pela AJ&Smart, de Berlim. Através dele, o projeto é desenvolvido de forma ainda mais ágil, em apenas quatro dias, e a equipe do cliente participa obrigatoriamente somente dos dois primeiros dias, enquanto as demais fases são feitas integralmente pela Garage.

Albuquerque explica como o trabalho é desenvolvido:

1º dia: É definido o desafio ou a ideia que será aplicada ao sprint. Após diálogos com as equipes do cliente, é feito um mapeamento da jornada dos desafios. Há ainda conversas com especialistas em temas relacionados ao projeto e também com possíveis usuários ou clientes do produto ou serviço que será criado.

2º dia: Os funcionários apresentam suas ideias, que são priorizadas para prototipá-las. E toma-se a decisão da ideia vencedora. Durante o processo, há um decisor, geralmente o CEO ou um diretor da empresa cliente, cuja responsabilidade é apresentar sua análise que irá nortear a tomada de decisão.

3º dia: A equipe da Garage desenvolve o protótipo, sem envolver o cliente. Ela também desenvolve nesse dia o roteiro do teste e da definição dos potenciais usuários ou clientes.

4º dia: São realizados os testes com usuários ou clientes para identificar quanto a ideia é bem recebida. Os testes são filmados e transmitidos online para uma sala onde ficam os especialistas da Garage. Os resultados, então, são apresentados para a empresa contratante.

O Design Sprint não é limitado à criação de um novo produto ou serviço, mas também é indicado para se buscar rapidamente soluções para qualquer problema que a empresa esteja enfrentando no momento ou fazer um upgrade a algo já existente.

Os benefícios ao utilizar a metodologia são inúmeros, como:

  • Adoção de uma inovação, mesmo as incrementais.
  • Reforça o posicionamento da empresa ou marca junto ao usuário, clientes e parceiros.
  • Acelera o desenvolvimento de projetos.
  • Aumenta a chance de sucesso de um novo produto ou serviço.
  • Reduz custos e investimentos em projetos.
  • Fortalece o engajamento das pessoas que participam do projeto, por sentirem-se cocriadoras da solução.

A metodologia ganha ainda mais importância no cenário atual de intensas e rápidas mudanças. As empresas precisam acompanhar as evoluções em termos de inovações e produtos para responder aos anseios de seus usuários e consumidores para manterem suas marcas relevantes no mercado.



Website: https://arco.cc/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.1%
27.3%
16.5%
8.3%
0.8%