01/07/2019 às 16h41min - Atualizada em 01/07/2019 às 16h51min

Site de busca tem maior procura por saúde no Brasil

Uma pesquisa recente revelou que 26% dos brasileiros, com algum problema de saúde, optam, primeiro, pelas plataformas de busca online antes de procurar ajuda médica.

DINO
http://www.cfernandes.com.br/


Uma pesquisa recente revelou que 26% dos brasileiros, com algum problema de saúde, optam, primeiro, pelas plataformas de busca online antes de procurar ajuda médica. A internet está repleta de dados e informações, porém isso pode trazer riscos.

Os assuntos mais pesquisados no Google, ou “Dr. Google”, como vem sendo popularmente chamado, costumam ser as queixas mais comuns, como resfriado, dor de garganta, tosse e alergias. O problema está no crescente número de interessados em encontrar tratamento para quadros mais graves, como a depressão. 

Buscas continuam a crescer

Algumas pessoas defendem as plataformas de pesquisa ao afirmarem que receberam o diagnóstico correto, mas outras já vivenciaram situações de desespero graças às informações alarmistas que causam pânico desnecessário frente a poucos sintomas. 

Os dados informados são de um levantamento realizado pelo próprio Google, que estudou como os brasileiros buscam e consomem conteúdos de saúde tanto na página de buscas quanto no YouTube, que pertence ao mesmo grupo. As conclusões obtidas revelaram que o Brasil é o país onde as pesquisas relacionadas à saúde mais cresceram em comparação ao restante do mundo. 

O crescimento também foi superior em comparação aos outros segmentos dentro do país. As pesquisas relacionadas aos cuidados com cabelo e maquiagem cresceram apenas 3% e 4%, respectivamente, enquanto as buscas por conteúdos de saúde cresceram 17,3% no último ano. 

Perigo que é negligenciado

A porcentagem de brasileiros que recorrem ao Google como primeira fonte de informação em casos de problemas de saúde muito se assemelha ao dos que procuram o médico imediatamente. Enquanto 26% preferem utilizar o mecanismo de busca como primeira alternativa, 35% recorrem a um profissional. 

Visto que mais de 70% da população brasileira não possui um plano de saúde, é compreensível que essa fatia da população esteja ávida por informação. 

Essa realidade traz benefícios e riscos aos pacientes. O aumento das pesquisas sobre saúde leva algumas pessoas a automedicarem-se, muitas vezes, para doenças que elas não têm.

Outro problema proveniente da prática é o surgimento dos “cibercondríacos”, nome dado quando a pessoa adota o hábito de pesquisar sobre doenças na internet e fica obsessiva ou desesperada perante a possibilidade de ter desenvolvido uma doença grave. 

População deve ter bom senso

A população tem o desafio de aprender a lidar com a facilidade do acesso à informação. É importante que as pessoas estejam mais informadas e preparadas e até que se cuidem mais, prevenindo doenças. 

Por outro lado, é fundamental lembrarmos que o paciente não consegue interpretar um diagnóstico sozinho. O profissional da saúde é indispensável ao diagnóstico e indicação de tratamento para qualquer tipo de doença.

Cirúrgica Fernandes oferece os melhores produtos hospitalares 

A Cirúrgica Fernandes é uma empresa consolidada no mercado de produtos hospitalares e oferece, com agilidade, os suprimentos para reabastecimento de clínicas, hospitais e centros médicos de todo o país. 

Navegue pelo site e entre em contato com a equipe da Cirúrgica Fernandes para saber mais sobre produtos hospitalares e orçamentos.



Website: http://www.cfernandes.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual sua Rede Social Favorita?

47.2%
26.8%
16.3%
8.9%
0.8%